ALTAR

por Beatriz Saldanha

Anton é um ex-boxeador que desistiu de sua carreira de sucesso após matar, acidentalmente, um oponente no ringue. Desempregado, o rapaz sai à procura de trabalho e conhece um jovem chamado Lope. Os dois são contratados para reformar uma velha casa isolada que não tarda a revelar seus ambientes sinistros, ao mesmo tempo em que Anton é procurado pelo fantasma de uma menina.

Esta é a premissa de Altar, fita originária das Filipinas, país de filmografia horrífica relativamente prolífica, porém não muito significativa. Apesar da história simples, dentro dos moldes clássicos, surpreendem a riqueza dos detalhes e a clareza de sua narrativa, centralizada nos dois protagonistas e em duas garotas que os acompanham. O personagem de Lope cumpre de forma moderada a função de alívio cômico, uma espécie de complemento para o angustiado Anton, que vive às voltas com as assombrações do passado e as manifestações malignas da casa, a qual esconde em seu porão um altar dedicado a uma entidade demoníaca. A trama inclui elementos que remetem ao filme A Sentinela dos Malditos (1977), e mesmo que não se destaque pela originalidade, é suficientemente agradável aos fãs do gênero.

Não perca a exibição de Altar: dia 17, às 15h, no Cine Bancários.

Published in: on julho 17, 2009 at 2:46 am  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://fantaspoa.wordpress.com/2009/07/17/altar/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: